Cinema no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro

A partir de amanhã, 1°. de junho de 2011, os cinéfilos tem programação certa, o CCBB do Rio de Janeiro estará com duas mostras de filmes.

Hitchcock – O mestre do suspense

De 01 de junho a 14 de julho de 2011

 

Será exibida sua trajetória filmográfica completa, 54 longas-metragens, 2 curtas, 2 filmes complementares, e  127 episódios em séries de suspense produzidos para televisão. Além de várias atividades complementares, cursos, debate, exibição de fimes mudos com narração ao vivo, com acompanhamento de piano e até com DJ.

Link da Programação:

http://www.bb.com.br/portalbb/page512,128,10153,1,0,1,1.bb?codigoMenu=0&codigoNoticia=29674

Curadoria Ardnt Roeskens

Correalização: SESC São Paulo/CINE SESC.

CINEPASSE R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia-entrada).
Credencial que dá direito a ver todas as sessões da mostra
(mediante retirada de senha 30 minutos antes de cada sessão e sujeito à lotação).

Cinesul 2011

De 14 de junho a 26 de junho de 2011

Evento de audiovisual que reunirá cineastas consagrados e iniciantes de toda América Latina, Portugal e Espanha terá documentários e histórias de ficção produzidos nos mais diversos formatos, que ajudarão a resgatar e manter viva a nossa história.

CINEPASSE R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia-entrada).
Credencial que dá direito a ver todas as sessões da mostra
(mediante retirada de senha 30 minutos antes de cada sessão e sujeito à lotação).

Programação do evento ainda não está disponível.

 

Informações retiradas do site do CCBB RJ

Link do CCBB RJ Programação do Cinema (Mês de Junho/2011)

http://www.bb.com.br/portalbb/page501,128,10153,1,0,1,1.bb?dtInicio=06%2F2011

 

 

 

Anúncios

Ernesto Neto

Olá pessoal,

Conheci um artista plástico fantástico, Ernesto Neto, depois que assisti uma entrevista sua apresentando sua exposição “Mar de Dengo” (MAM-SP/2010), em um programa exibido pela TV SESC. Como desejava saber mais sobre o artista pesquisei a seu respeito.

Ernesto Neto é considerado um dos mais conceituados artitas de arte contemporânea do Brasil. Em seu currículo, há exposições  na Itália, no MACRO – Museu de Arte Contemporânea de Roma, em Paris, no Phanteon, participação da primeira versão fora da França no Festival de Chaumont-Sur-Loire que aconteceu nos jardins do MAM-SP.

Carioca, tendo em sua formação dois espaços muito importantes para a arte no Rio de Janeiro, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e a Escola de Arte Visuais Parque Lage. Trabalha com esculturas que se transformam em instalações, os materiais utilizados vão do algodão ao nylon, com formas e volumes tão característicos que permitem o reconhecimento imediato do artista.

Seus trabalhos são fantásticos. Nessa exposição do MAM-SP, as  esculturas são feitas de crochê, formando um grande mar, com referência à praia, ao cotidiano do carioca, ao camelô, com letras de músicas, muita cor, arte contemporânea pura. A exposição é interativa, pois como foi dito pelo artista, “sempre há um lugar para a pessoa descançar, deitar para pensar”.

 

Programas de Artes Visuais no SESCTV

Olá, pessoal!

Hoje vou dar uma dica para quem vai ficar em casa nesse sábado, dia 28 de maio de 2010 e tem TV fechada.

 Não tem desculpa para não ter artes visuais no seu final de semana, nem pouca grana por causa do final do mês ou muito trabalho da faculdade para fazer. O SESCTV  a partir das 14h começa a exibir programas sobre artes visuais muito interessantes, como “O Mundo da Arte” que apresenta em forma de documentário  o trabalho de um artista e suas obras.

Bom final de semana!

http://www.sesctv.com.br/programacao.cfm?hoje=28/5/2011

Centro Cultural do Banco do Brasil – Rio de Janeiro

Olá pessoal,

Vou falar um pouco sobre o CCBB do Rio de Janeiro, espaço cultural que eu adoro. O espaço tem vários pontos positivos, como localização, fica bem no centro do Rio de Janeiro; o prédio e o cinema oferecem acessibilidade a pessoas com deficiência física. Suas exposições são gratuitas; teatro, dança e música têm preços acessíveis; sua arquitetura é linda, símbolo da preservação da história da cidade.

O prédio é histórico, seu passado é ligado às finanças e sua arquitetura é neoclássica. A pedra fundamental foi lançada em 1880, projeto de Francisco Joaquim Bethencourt da Silva (1831-1912), arquiteto da Casa Imperial, fundador da Sociedade Propagadora das Belas-Artes e do Liceu de Artes e Ofícios. Foi inaugurado em 1906, mas só passou a pertencer ao Banco do Brasil na década de 1920 e somente se tornou centro cultural nos anos 1980.

 

Foto de Aline Ribeiro

O melhor é que nesse espaço oferece megas exposições, trazendo coleções de artistas internacionais e nacionais, oportunidade de conhecimento de história, cultura e arte reunida em um só lugar. Já passaram por lá exposições como Brasil Brasileiro com obras de artistas brasileiros como Portinari, Di Cavalcanti entre outros, Virada Russa, Os Gêmeos, entre outros.

Vale muito uma visita.

Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro Rio de Janeiro
Algumas informações retiradas do site do CCBB RJ